sábado, 23 de outubro de 2010

BOLINHA DE PAPEL BATE NO TSE E VOLTA À CARECA DO SERRA

"Que-time-é-teu? Bateu-na-trave-e-entrou-no-teu"

fotomontagem surrupiada do Cloaca News (sem a legenda)

Na esteira da tentativa de capitalizar politicamente com o "atentado" da bolinha de papel, cuja repercussão  máxima obtida até agora foi Serra ter virado motivo chacota também no exterior (imaginem, até os argentinos ridicularizaram Serra!), a coordenação(?) da candidatura quer mandar o Brasil direto para o inferno, resolveu levar o caso ao TSE.

Mas - novamente, que azar! - não deu certo. O ministro Eduardo Neves rechaçou o pedido de liminar feito pelos tucanos depenados afirmando que “Após ler os documentos que instruem a inicial e assistir o programa impugnado, não vislumbro, neste momento, a presença dos pressupostos para a concessão da medida liminar requerida”.

Segundo ainda Neves, “a controvérsia sobre os fatos, ou ao menos, sobre a interpretação que a eles é emprestada pelos órgãos de imprensa e pelos candidatos não permite que, neste primeiro exame, sejam os mesmos considerados sabidamente inverídicos, o que não significa reconhecê-los como verdadeiros, pois dependem do exame das provas e versões apresentadas, a ser feito no momento do exame do mérito da representação, garantindo-se, assim, que a defesa seja exercida”.

Que tem initmidade a advocacia sabe que, nos chamados tribunais superiores, não conseguir a liminar equivale a, praticamente, perder a causa. 

Serra anda com tanto azar que deveria pedir ao pastor Malafaia e ao bispo panfleteiro uma sessão de exorcismo.

Veja no Clarín: "La picardía que a Serra le salió mal".

Um comentário:

Francisco disse...

Quero saber o paradeiro da MONICA SERRA que não é amis vista na companhia do maridão careca em campanha.Será que o nome dela ficou associada ao ABORTO?Raparam com ela fora da propaganda eleitoral.Precisamos continuar batendo nessa gaja tukanalha...